INCIDÊNCIAS TRIBUTÁRIAS NAS ENTRADAS DE MERCADORIAS E NA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

//INCIDÊNCIAS TRIBUTÁRIAS NAS ENTRADAS DE MERCADORIAS E NA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

Horário: 8h30 às 12 e 13h às 17h30
Carga horária: 8horas.aula

Objetivo

Propiciar aos participantes o entendimento fiscal e contábil pertinente aos tributos incidentes nas entradas de mercadorias e contratação de serviços. Capacitando-os quanto conferências de cálculo dos tributos, bem como na compreensão quanto aos impactos das operações na composição dos custos e preços dos produtos e/ou serviços como forma de contribuição no processo de tomada de decisões.

Público Alvo

Profissionais dos diversos departamentos da empresa (compras, vendas, fiscal, contábil, recepção, expedição, custos, ti, logística e outros departamentos ligados a entrada de mercadorias e a contração de serviços).

Programa

1 – Incidências Tributárias nas Operações de Entrada de Mercadorias e Contratação de Serviços
1.1 Incidência do ICMS
1.2 Incidência do IPI

1.3 Incidência do ISS
1.4 Incidência do PIS e da COFINS
1.5 Formação da base de cálculo e alíquota
1.6 Benefícios Fiscais (Não-Incidência, Imunidade, Isenção, Suspensão e Diferimento)
1.7 ICMS X ISSQN
1.8 Reflexos do regime de substituição tributária do ICMS nas compras de mercadorias sujeitas a esse regime

1.9 Diferencial de Alíquota do ICMS e o impacto no preço de compras

2 – Documentos Fiscais Eletrônicas
2.1 Normas para escrituração (principais campos que devem estar preenchidos)
2.2 Análise das indicações de dispositivos legais
2.3 CFOP e Situação Tributária (CST)

2.4 NCM – Nomenclatura Comum do Mercosul (Como analisar a classificação correta de um produto

   2.4.1 Utilizando a TIPI e a TEC

   2.4.2 Sistema Harmonizado – Regras Gerais de Interpretação (RGI)

2.4.3 Notas Explicativas – Funções e tipos existentes

2.4.4 NESH – Notas Explicativas do Sistema Harmonizado (o que é e como utilizar corretamente);

2.5 Documentário inábil ou inidôneo

3 – Irregularidades nos Documentos Fiscais
3.1 O que é possível corrigir com a carta de correção
3.2 Destaque a menor dos impostos na NF – Providências
3.3 Destaque a maior dos impostos na NF – Providências

4 – Importação
4.1 Tributos devidos na operação
4.2 Momento do pagamento dos tributos
4.3 Cálculo dos tributos

5 – Devolução e Não Aceitação da Mercadoria
5.1 Providências na devolução de mercadorias
5.2 Providências quando da não aceitação da mercadoria

6 – Créditos nas Operações com Mercadorias e Serviços
6.1 Condições para crédito do ICMS nas compras de insumos, mercadorias, ativo imobilizado e serviços de transporte e de telecomunicações
6.2 Condições para crédito de IPI
6.3 Condições para crédito de PIS/COFINS

6.4 Forma de Contabilização dos tributos

 

7 – Compras de Empresas do Simples Nacional (Microempresas e Empresas de Pequeno Porte)
7.1 Conceituação de ME/EPP
7.2 O que a legislação permite tomar como crédito dos tributos

8 – Serviços Tomados de Empresas
8.1 Retenções exigidas do ISS/IRRF/PIS/COFINS/CSLL/INSS
8.2 Alguns cuidados na contração dos serviços e no recebimento das notas fiscais

8.3 Forma de Contabilização dos tributos Retidos na Fonte

9 – Análise Prática de Algumas Operações
9.1 Diferença entre: Doação, Brinde/Presente, Amostra Grátis e Bonificações
9.2 Recebimento de amostras grátis
9.3 Recebimento de mercadorias bonificadas
9.4 Recebimento de mercadorias em demonstração
9.5 Compra para recebimento futuro
9.6 Compra em operação de venda à ordem

  1. Algumas questões que serão discutidas no curso

10.1. Documento Fiscal “com vícios” – qual procedimento para regularização?
10.2. Qual o procedimento na recepção de nota fiscal com erros:

10.2.1. Devolução da mercadoria com a mesma NF (DANFE) do fornecedor

10.2.2. Emissão de NF (DANFE) de devolução (entrada)

10.3. Qual a Diferença entre Mão-de-obra de industrialização e de prestação de serviços?

10.3.1. Quando incide IPI/ ICMS e quando incide o ISS?

10.4. O que fazer para evitar autuações fiscais com relação aos erros fiscais?

10.4.1. Análise dos procedimentos da denúncia espontânea prevista em Lei

10.4.1.1. Denúncia espontânea: Quando é permitido e quando é vedado?

10.5. Emissão de nota fiscal em situação não prevista na legislação

10.5.1. Quais as hipóteses de proibição da emissão?

10.5.2. Qual a penalidade pelo descumprimento?

10.5.3. Quais as hipóteses permitidas?

10.6. NF (DANFE) e guias de recolhimentos de tributos – Qual prazo de guarda?
10.7. NF com valor a menor ou a maior da mercadoria ou serviço – Qual o procedimento para regularizar?
10.8. NF com quantidade de mercadoria a maior ou menor – Qual o procedimento para regularizar?
10.9. Quais os procedimentos fiscais para cancelar uma NF e quais os reflexos fiscais de IPI, ICMS?
10.10. Qual a diferença entre vendas canceladas e devolução de vendas e quais as implicações fiscais?
10.11. Carta de correção – CC-e- O que é?

10.11.1. Quais hipóteses permitidas e proibidas?

10.11.2. Quando deve ser emitida NF complementar pelo vendedor?

10.11.3. Como escriturar a NF complementar?

10.12. Quais cuidados devem ser tomados em relação aos documentos fiscais?
10.13. NF hábil e idônea – o que é?

10.13.1 Recebimento de NF “inidônea” – Quais as consequências pelo recebimento?

10.13.2. “Glosa de crédito fiscal”  – O que é e em quais hipóteses pode ocorrer?

10.14. O que é “Crédito extemporâneo”  – Qual o prazo para recuperação de crédito?

10.14.1. Quais os procedimentos para apropriação dos “créditos extemporâneos”?

10.15. Como utilizar o “Crédito acumulado” do ICMS?

10.15. O que é “Crédito em conta gráfica” e quando pode ocorrer?

Palestrante/Conferencista
Dirceu Antonio Passos
Advogado e Contabilista
Advogado, pós-graduado em direito tributário pela PUC-Campinas, Contabilista; 30 anos de atuação na área tributária de grandes organizações, incluindo empresas de auditoria e consultoria (PriceWaterhouseCoopers, KPMG); indústrias e comércio (Novartis, Compaq, Cotia Trading, K&G Fareva) e Logística (Logimasters, Dachser, Keepers e Martins). Atualmente é consultor tributário e responsável pela elaboração e apresentação de diversos cursos na área fiscal-tributária, além de professor de graduação e pós-graduação em contabilidade, controladoria e gestão tributária em faculdades da região de Campinas.

Incluso: Material Didático IMPRESSO, Coffe Break e Certificado Online.

Investimento: sob consulta

Informações Importantes:

– Alteração da lei – Nos treinamentos que envolvam alterações da lei, os participantes irão ter conhecimento de todas as alterações, que por ventura ocorrerem até o dia do treinamento.
– Calculadora – O(s) participante(s) ficam informados, que todo treinamento que envolva cálculos, os mesmos deverão trazer calculadora simples.
– Quórum – A confirmação da realização do treinamento pela Moraes Qualificação Tributária com a empresa ou pessoa física contratante deverá ocorrer em um prazo máximo de até 03 dias antes da realização do referido treinamento.
– Cancelamento – O treinamento poderá ser cancelado, se não houver quórum mínimo para a realização. Caso isso ocorra, o contratante será informado por meio de contato telefônico e por e-mail.
– Comparecimento – Caso o cliente tenha efetuado o depósito antecipado do curso e o mesmo não comparecer,o valor ficará como crédito para utilizar em outro treinamento.
– Reembolso – No caso de cancelamento do curso pela Moraes Qualificação Tributária e o cliente já ter pago, o reembolso será feito até dia 10 do mês subsequente.
– Substituições – Por motivos de força maior e, em situações raras o palestrante poderá ser substituído, por outro (a),com a mesma qualificação, não podendo o participante requerer devolução do valor investido em face a substituição.
– Forma de pagamento – Depósito Bancário conta PJ, em até 3 dias antes do treinamento, ou cartão de crédito em até 3 vezes sem acréscimos.

Telefone Fixo: 16.4141 9660
Celular e WhatsApp : 16.98262 5959
Celular e WhatsApp : 16.98197 7939
www.moraescursos.com.br

Pré-inscrição

Faça um comentário

WhatsApp chat